segunda-feira, 7 de abril de 2008

Nota restritamente pessoal

Ultimamente venho andado distraída (impaciente e indeciso...). Tudo acontece ao meu redor e eu estou sem percebê-las. Geralmente não é assim. Não que eu vá metodicamente sair por ai procurando coisas e analisando tudo, até as formigas que passam pelos meus pés - não, lógico. Mas as coisas que eu costumo(ava) analisar e perceber estão simplesmente desaparecendo da minha mente.

Estou sem diário. Sem qualquer folha de papel pra escrever meu dia-a-dia. Isso me ajudou bastante ano passado, agora este ano eu estou sem. E não encontro um bonito e barato que eu goste - na verdade acho que nem to procurando.
Eu sempre escrevo. Na carteira da escola, no guardanapo, na mente, na mão. Em todo canto, o que eu mais gosto de fazer quando não tô sem fazer nada; e quando to fazendo alguma coisa; é escrever. Porém, mas, contudo, entretanto, estou sem criatividade, sem lógica pra escrita. Me pedem para eu dar idéias a alguns textos e não me vem nada na cabeça, a não ser o mais óbvio. Coisas de novelinha das 6h.

Tudo bem, eu sei que isso passa, - assim espero, ufa! - mas tá demorando pra cacete. Quero conhecer gente nova e me relacionar com elas, mas meu canal não é bem por aí. Me sinto como um canal de transferência, onde as pessoas só falam comigo com interesse nas outras qual eu conheço(é, isso acontece mesmo). Isso é ruim demais e eu fico pensando "poxa, meu, também mereço um pouco de atenção, né?". Isso deve ser muita emisse da minha cabeça, talvez a minha fase emo tenha deixado alguns resquícios em mim, então eu estou aqui escrevendo essa baboseira.

Juro que esse pode ser o último post estilo diarinho. Tem muita coisa pra dizer ainda, mas é tudo muito melancólico e choroso, então eu tento não pensar no assunto. Acho que preciso de um namorado, sabe, alguém pra descarregar energias.

Enfim. Só por enquanto que não arrumo meu diário.


-----------------

Alguém me arruma um layout que tenha haver com "contos no papel"?
Obg.

6 comentários:

.Intense. disse...

E daí eu não sei se isso é uma nota pessoal ou um conto - apesar do titulo, vai que faz parte do conto tb, né?

Se for pessoal, permita-me te fazer uma pergunta (sem ofensa): vc era emo?

=p

Obrigada pela torcida e, eu tb espero que tudo se resolva, Jess.

;*

Samuel Gois disse...

Acho que se cascaviar meu blog ou fotolog deve ter alguma mensagem desse tipo, inclusive convidando alguém para casar em momentos de desespero.. Depois que comecei a namorar comecei a escrever menos ainda - então cheguei a conclusão que não era a solução..

Então li uma nota de uma entrevista com um escritor que gosto muito, ele falou que a criatividade volta quando o filho reclama que ta faltando fera pra o almoço. Ele acusa que a falta de criatividade, inspiração, ideias, bla, bla é simplesmente comodismo ou preguiça... Que da pra escrever sempre, o que quiser, do jeito que quiser. Talvez isso não seja verdade, mas conclui que bom ou ruim, é interessante por pra fora. Pra desentupir as idéias boas. Escreva as novelas das 6, 8, – até as malhações da vida. Só não pare. Sempre deixei tudo passar por mim, sou extremamente distraindo e às vezes acho que to a um pé de ser demitido por isso. E precisando de mais idéias, recomendo um livro chamado Caçando Carneiros – foi por causa dele que gosto de escrever ;D

Segunda a Sexta disse...

O fato é, tô aqui só pra ler o que só você escreve.

Até! ;)

O ANTAGONISTA disse...

Olha, acho que você tem que escrever o que quiser, o que está sentindo... também gosto de posts estilo "diarinho"... o importante é escrever com emoção, com intensidade, seja lá qual for o assunto. Então, se a tristeza insistir, decarrega tudo aqui no blog.

Beijão, até mais.

Agostinho Lopes disse...

Obrigado pelos parabéns, querida...

Reforço a pergunta de Intense: É um conto? Ou é real?

Beijo carinhoso! E que chegue teu namorado lindo, tarado e safado, como diz Rita Lee numa música... hehehe

Heber disse...

Do jeito q vc escreve bem, acho q em vez de diarinho, poderia sair outras ótimas histórias. Qd ao "achar" o que lhe falta, viva sua vida, aproveitando de tudo, q as coisas acontecem, eu agarantho!

[]´s