domingo, 17 de julho de 2016

Primeiro, o amor. Depois, o desencanto.



"Então, quando não havíamos avançado sequer dois quilômetros, vimos dois carneiros com chifres enormes sobre uma colina, descendo apressadamente por uma crista de cascalho. Mais uma vez paramos o carro e saltamos. Muito embora estivesse terrivelmente frio no alto das montanhas, ficamos observando aquelas duas criaturas até que elas também desaparecessem dentro do bosque.
Seguimos adiante e ficamos ambos quietos, digerindo a aparição desses animais em nossas vidas, assim como o seu significado. O que é um cervo? O que é um carneiro com grandes chifres? Por que algumas criaturas nos atraem e outras não? O que são criaturas?
Pensei nas minhas próprias preferências. Gosto dos cães porque eles amam sempre a mesma pessoa. Sua mãe gosta dos gatos porque eles sabem o que querem. Acho que, se os gatos tivessem o dobro do tamanho que têm, provavelmente seriam proibidos. Porém, se os cães tivessem até mesmo três vezes o tamanho que têm, ainda assim seriam bons amigos. Pense nisso".

Trecho do livro "Primeiro o amor, depois o desencanto" de Douglas Coupland. Uma obra literária que sempre esteve presente na minha vida. Vira e mexe eu leio trechos desse livro, alguma coisa sempre me remete a ele.
 
 
 
 
 

Nenhum comentário: