sábado, 10 de fevereiro de 2007

agente se intende

Sonha acordada, quase sempre com o amor de longe. Se preocupa com a vida amorosa, talvez um tanto demais. Foi completamente 'vagabunda' nos anos passados e agora tava tentando estudar mais, tava no primeiro ano letivo. De lá pra cá, conseguiu amizades falsas, colegas de classe inesquecíveis, professores formidáveis e amizades que permanecem até hoje. Diferente, trata cada um com seu devido respeito, mas sabe dividir quando quer conversar e quando não quer. As vezes, acaba sendo não tanto delicada.
Chega atrazada no colégio, finji ser estudiosa, mas conversa com todo mundo. Quer, de qualquer jeito, conhecer gente nova, mas só tem um defeito, é um pouco superficial com novas pessoas, as vezes acaba se mostrando pessoa que não é.

Tem desejo de tocar violão e guitarra e participar de qualquer grupo musical ou teatral. Adora ser o centro das atenções, mas quando se dana pra falar não para mais - puxou isso do avô. Tem consigo, desejo de ser bem resolvida no futuro, e casar? só depois. Vai achar o tempo certo e o homem certo pra isso, qualquer dia desses. Enquanto não acha, aproveita fazendo tudo valer a pena. Quase nunca sai sozinha, anda sozinha ou vive sozinha; mas precisa, claro, de um tempo pra si. Adora provar coisas novas e acha que só pode dar opnião a algo quando já provou tal. Dá valor aqueles que lhe ensinam coisas maravilhosas. Carrega consigo a foto do avô e dela, bebê ainda, na praia. As vezes perde seu olhar, observando a foto. Sente falta daquela época, quando nao tinha que se preocupar com nada nem com ninguém. Olhando pro avô, lembra-se dele agora, em casa, vendo tv e tomando café com pão; na foto tão novo, e agora tão velho.Se toca do quanto o tempo passa rápido, e, pra não chorar de tanta saudade, guarda a foto e presta atenção na aula. Esse ano tem que se dedicar mais, a vida lá fora não tá fácil. É inquieta e pratica, comunicativa e sociável. Agente se intende!

4 comentários:

abominnavel disse...

O tempo é uma bosta, eu sei.

Ainda vou formular uma teoria sobre como ser atemporal. O resto é crise de adolescência mesmo. Passa rapidinho...

Thábata disse...

Isso do garotinho João me chocou muito. É meu caminho pra facu, sabe? As pessoas aqui morrem de medo de sair de casa... É um absurdo, cara! A polícia não faz nada, as autoridades só falam... Cadê a ação? Ação nenhuma. Alguém os cobra? Não. Mas deixa de pagar seus impostos e veja se não há cobrança, juros e até voz de prisão! Eu ando muito insatisfeita... Não é esse o mundo em que as pessoas de bem deveriam viver.

☆ Sandra C. disse...

perfeito.
onde assino?
destaque para a frase onde ela diz que é superficial com as novas pessoas que conhece.
o que é natural, quando é por pouco tempo.
assino embaixo!

☆ Sandra C. disse...

voltei a ler esse texto.
achei belíssimo.
por vezes, definir-se é tão complexo.