quarta-feira, 30 de maio de 2007

coisas pra se pensar antes de dormir

Um caos.
Trânsito. Tem coisa pior no mundo? É motorista quase subindo a calçada, motociclista andando no meio da pista, se achando o automóvel do ano. Pedestres atravessam a rua na hora errada, ciclistas passam pelos cantos dos onibus, querendo carona, com perigo de morte ainda maior. Não é a toa, mesmo, que acontecem tantos acidentes. A população em geral sempre bate pra o pior, pra o sofrimento. Seria este um problema genético, ou de antepassados? A sociedade 'evolui', neste caso, sempre para o pior lado da canoa. Pessoas se extressam diariamente pelo mesmo motivo ordinário: uma batida que ocorreu, uma pessoa que passa na frente do seu carro sem ser no lugar devido, a moto que parou no meio da pista, o carro quebrado, vira mundo e fura fundo pra acabar no mesmo canto. Sempre. Todos os dias. Será que ninguém conhece uma maneira melhor de digerir isso, pondo uma musica, abrindo um sorriso, sei lá! É tanta paz, em aulas de yoga, locais proprios pra relaxamento, tanto dinheiro gasto, e pra quê? Se nem mesmo o trânsito conseguimos aturar com um sorriso? Se nem o seu vizinho você atura? Pra quê? Me pergunto, às vezes, se tanta gente procura paz, união consigo mesmo, o 'ouvir meu proprio ser' em espaços (inuteis) de tratamento e relaxamento, e não conseguem viver sem uma briga, ou sem qualquer tumulto! Não sei, mas acredito que pra conseguir 'vencer' essas coisinhas minimas, bestas que todo mundo enfrenta, é sempre bom uma leve pitada de humor. Às vezes. Quanto custa um sorriso, um aperto de mão no seu porteiro? Quanto vale um abraço?

2 comentários:

elison disse...

Nunca menospreze o stress que o trânsito pode causar. É um local que só tem loucos.
Mas eu ainda consigo me controlar.
:D

Jao disse...

A quanto tempo eu não ouvia as velhas palavras da Jessica.