segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Rotina

Acorda, sono, despertador, sonho, pálpebras pesadas, dormir de novo, não, não vai, tem que acordar, levanta.

anda, chão frio, olha a hora, seis horas da manhã, tá tarde, tem que ir logo, vai no banheiro, espelho, cara amassada, cabelo bagunçado, olheiras. lava o rosto, água, às vezes branca, às vezes não, ai essa Cagepa*. gargareja, tira o gosto ruim, pega remédio, vai na cozinha, água gelada, engole.

tira a roupa, vai tomar banho, amarra o cabelo, entra no chuveiro. água gelada, arrepia da cabeça aos pés, que não tem pêlo, acostuma, passa sabonete, deixa a agua cair nos ombros. relaxa.

um minuto.

dois saindo do chuveiro, se enxuga, veste a calça e o sutiã. perfume, desodorante, pente no cabelo, vai comer. melancia, pão, queijo, café. às vezes sucrilhos, às vezes não. nunca biscoito, não enche. termina, olha a hora, quinze para as sete.

"eu demoro demais"

mais perfume, mais desodorante, veste a blusa. checa a bolsa, vê quais aulas tem hoje. humanas, cinco, exatas, duas, leva caderno de humanas. amanhã exatas. "tenho que me acostumar a levar os dois". bolsa pesada, coluna curvada. mp3 no pescoço, solta cabelo, brinco, falta alguma coisa?

não.

sai de casa. sol, calor, ninguém na rua. sobe as cinco ruas, os transeuntes - adoro essa palavra - às vezes te olham, às vezes não. uns com olhos famintos, outros apenas te veêm. chega na parada cantando baixinho, e balançando a cabeça. "acho que o segurança deve desconfiar que eu sou louca". foda-se, sou mesmo, e quem não é?

atravessa a Epitácio**, espera, às vezes muito, às vezes não, pega ônibus. hora mais feliz do dia: ouvir música no ônibus. quinze minutos, escola.

bom dia, como essa parte da escola é cheia de criança, sobe as escadas, cansada, joelho e pernas doem, às vezes sim, às vezes não. pessoas desconhecidas no andar de cima, vai para a sala, joga a bolsa na primeira carteira, que é azul e dá dor na coluna, vai lá pra fora. a outra melhor hora do dia: ficar na balaustrada do colégio pensando: como esse colégio vai fazer falta... como essa fase vai fazer falta.

nostalgia, toque, marisa monte, vilarejo, viaja. professor, aula, matemática, arg, mas sabe resolver algumas, outras não, e sente vergonha. insegurança bate, às vezes vai embora logo, às vezes não. caixa de som quebrada, ruídos, é o toque, próxima aula. tédio, aula de história. ninguém merece.

sono, tédio, barriga começa a dar uma dor. intervalo, às vezes fome, às vezes sem fome, mas come assim mesmo, depois é pior. foda-se, vai almoçar jajá. mais quatro aulas, a última sempre a mais cansativa. conversas, as que salvam a nossa vida de cada dia. não queria perder isso por nada, mas sabe que vai.

uma hora da tarde, liga pra mãe, "tem almoço? não. então vou almoçar aqui. certo, te vejo em casa, beijo." almoço, quatro e cinquenta com um copo de suco e uma sobremesinha grátis. come, descansa, dois minutos. levanta, paga, sai, atravessa a rua e pega o primeiro ônibus que passa. dá pra ouvir música, Muse, Starlight, música linda.

desce do ônibus, anda as cinco ruas de volta cantando, bolsa pesada, coluna curvada, pescoço tenso. energia toda concentrada nos ombros, chakra do coração, como faz pra regular?. chega em casa, pega a toalia, esbaforida, tira a roupa, vai tomar banho. refresca.

bebe água, respira. cinco, dez minutos. senta. vamos.

estudar, três provas pesadas no final do ano, afinal, porque esse vestibular tem que ser dividido? vou me foder, não vou, tem que estudar, hoje é segunda, é pss 3. física, duas partículas que se repelem, ou se atraem? os opostos se atraem. na física, sim.

três e quarenta, levanta, guarda os cadernos, troca de roupa, cultura inglesa. caminho, às vezes ouve música, às vezes não. "cadê o gatinho que sempre passava por aqui? deve ter mudado de horário". pessoas, conversas, a terceira melhor hora do dia: aula na cultura. pena que só tem duas vezes na semana.

volta da aula sorridente, caminha leve, aula de teatro jajá. chega em casa, come, estou gorda, foda-se, vai para aula. pega onibus, ouve música, colégio, crianças, escuro, teatro. gente legal.

aulas boas, em geral, oficinas experimentais e que funcionam. "espero que continue assim", acaba a aula, volta de carona, chega em casa em Caminho das Índias. "quando começar o bbb me chama", toma banho, camisola, vai ler Orgulho e Preconceito. deu sono, vai pro computador. escrever, conversar com sono é foda.

vai dormir.

acorda, sono, despertador, sonho, pálpebras pesadas, dormir de novo, não, não vai, tem que acordar, levanta.


-

Se não tem a inspiração, vai a rotina mesmo.

Como disse, eu me afasto, mas não consigo, to sempre visitando aqui, mesmo que sem tempo. Tempo, o que é isso?

Ainda vamos dizer passaremos a noite na net, vagabundando. férias tão aí, haha, é em julho ainda. Maristãaaaao!

Cansaço antes do tempo?!
--
*Cagepa: é o lugar onde cuida da água e do esgoto aqui, às vezes funciona bem, às vezes não.
**Epitácio Pessoa: principal da cidade de João Pessoa

16 comentários:

fabioricardo disse...

Eu adorei isso aqui, mesmo sendo soh rotina, e mesmo sendo longo pra internet. Mas ficou muito bom, fácil de seguir e acompanhar.

A melhor parte, a que me chamou mais a atenção é a sobre os transeuntes.

"às vezes te olham, às vezes não. uns com olhos famintos, outros apenas te veêm", foi uma colocação muito legal. Esse lance dos olhos famintos. curti.

Sergio disse...

Tchuda...

Tua rotina é cheia de momentos. Por enquanto só reparas. Fica melhor quando prestar mais atenção.

Se essa rotina já tem hora pra acabar, não perde mais tempo (por exemplo encarando-a como só rotina).

beijo

Dauri Batisti disse...

É sempre bom passar aqui. Rotina. Comum. Dia-dia. Há uma beleza no cotidiano que desperdiçamos. A rotina é linda e a segunda feira é um belo dia.

Beijo.

Gaby Almeida disse...

Sua rotina bem mais interessante q a minha... te garanto... heheheh
legal vc é de joão pessoa, tenho familia ai... sou de cg...

Vanessa M. disse...

Que rotina gostosa de ler.
Não que a rotina seja gostosa, porque tudo igual sempre, cansa...
mas ver cada detalhe do dia-a-dia ( com hifen? ah, que se dane) que é bom demais.

me bateu saudade, saudade do meu terceirão!

Vanessa M. disse...

Que rotina gostosa de ler.
Não que a rotina seja gostosa, porque tudo igual sempre, cansa...
mas ver cada detalhe do dia-a-dia ( com hifen? ah, que se dane) que é bom demais.

me bateu saudade, saudade do meu terceirão!

Gabriela Magnani disse...

Adorei, a minha rotina é parecida com essa. Mas ao invés de cultura é futebol, e ao invés de teatro, aula de violão. Você é bem parecida comigo. Amo seu blog, você escreve superbem!

Carolina; respira-me disse...

Acordo mais cedo que você tá? SHUASHAUHAAS
Cinco e meia da manhã! >.<
Sei como é correria e bolsa pesada e fome e cansaço e um monte de "E".
Mas rotina é rotina, não me livro dela. Assim como você estou fervilhando com o último ano, é vai dar certo.

Adorei seu blog.

beijos e muito fôlego! :*

Michele Hubner disse...

ligo, pc, abro, blog, postagem, nova, visito, blog, leio, escrevo, olho, cai, sono, mãe, grita, vai, dormir, amanhão, aula, cedo, comento, desligo, pc, coloco, pijama, dento, calor, acordada...

Michele Hubner disse...

*amanhã
*dentro


boa noite, não to enxergando mais, tchau

Kari disse...

E jeito gostoso de falar do dia-a-dia...
E que dia agitado em... heheheh
É, essa fase faz falta... Mas na faculdade também é legal... E também algumas crianças em certos pontos... hehehe

Beijos

solin disse...

*Cagepa: dá medo de se molhar com a àgua, qdo não está branca o.O
*Epitácio...

ei, tem um blog q visita um blog coletivo q tenho (bonequinha de seda - Palavras e Silêncio). ai fui lá e vi o teu blog linkado. Ô mundo virtual pequeno, viu ^^

ah, se interessa, o blog meu é: www.outrodiadoutracor.blogspot.com

hastai!

solin disse...

*outrodiaoutracor.blogspot.com

ViNícULa disse...

mesmo que seja apenas a tua rotina
ficou um texto legal

e eu também
vivo logado no blog
nem que seja apenas pra reler algum texto
hehehhehe

• Nanda disse...

E a gente volta a vida normal...
Essa rotina cansa rápido não é?!

beijoo! :D

Maria Fernanda disse...

A rotina sempre nos dá motivo para palavras. Por mais cansativa que esta seja.

PS: sobre as Marias do céu, pode copiar sim ;)

beijo doce,
beijo meu ;*