sexta-feira, 13 de março de 2009

E ainda sorria. (mini-conto)



Quando acordou, ela ainda o fitava com seus olhos escuros, vazios e brilhantes, como se pudesse dizer: "Eu sei, eu consigo ver você". E ainda sorria.

19 comentários:

Gabriela Magnani disse...

Criativo. Palavras que abrem um universo de possibilidades de interpretação.

ViNícULa disse...

nossa

tão poucas palavras
com um vasto objetivo

bah

que legal isso

=)

Candy disse...

Mini mesmo!
hehe

:*

Vanessa M. disse...

então sorria...


ps: existe alguém mais sumida do que eu?

Nanda disse...

Bonito!
Você sempre escreve coisas que cada um interpreta a seu modo...
É legal isso...

=)

beijo!

Gilbamar disse...

Economia de palavras, riqueza de texto. Minimalismo com sabedoria.

Fraterno abraço do amigo Gilamar.

Marina Melz disse...

o sorriso de plástico nunca desbota.

.Intense. disse...

Adorei, independente do que queira dizer. E, olha? show o lay.

;)

Sw disse...

evazivo e por isso poetico

máa :* disse...

que ela continue a sorrir então..

Hariane disse...

Curto mas rico em significado.

Bjus floridos!

Conde Vlad Drakuléa disse...

Jessica, continuas com uma criatividade e talento para a escrita sem par! Beijocas do conde ;)

Maria Fernanda disse...

Nada como escrever pouco e dizer muito :]

Kari disse...

Acredito que há sempre alguém que nos enxergue como mais ninguém...

Beijos

Bruna Bo disse...

Vindo de você nem me espanta que isso tenha me tocado.

Leon K. Nunes disse...

Nunca conseguiria escrever um miniconto, sou muito tergiversador, muito cheio de evasivas... se fizesse um, não teria 1/10 da representatividade desse seu. Beijos!

máa :* disse...

Pode sim =)
Eu já tinha vindo aqui ler esse post, eu adorei :*

Fe disse...

sorrir... com certeza uma das melhores coisas que existe... e faz tão bem...

tem selinho pra ti no meu blog ;)
bjooo

Ana Paula disse...

que bom que ela sorria...=)