domingo, 8 de abril de 2007

1° Missão Marista Pio X

Sabe, eu deveria agradescer a Deus todos os dias por eu ter minha casa, comida, roupa, computador, e principalmente água.
Quinta-feira eu e o meu grupo das Missões do Marista fomos pra uma comunidade de Cacimba de dentro, região do interior da Paraíba. Lá, eu vi muita coisa extraordinária que, na hora, não dá pra se tocar! só quando tudo aquilo acaba que voce vê o quanto valeu a pena ter ido!
A comunidade que agente foi se chama Filgueiras. As casinhas são longes, a caminha é (muito) longa. Mas isso não afeta nem abala a resistência das pessoas. É impressionante na Via-Sacra (mais conhecida como prossição da páscoa) o tanto de gente que vai, que anda até o fim da serra mesmo, até as ultimas casinhas sem reclamar de nada! Incrível mais ainda é que o povo gosta de fazer aquilo! E, por mais que ande, pelo esforço, tudo vale a pena.
A paisagem fisica é seca. Não completamente, ainda tem uns verdinhos, mas é seca. Muita seca. E todo mundo sofre com ela. Não são somente as pessoas, porque, o tanto de animais que eu vi tudo magrelo, com sede, não foi pouco. As plantas também precisam, sabe; e você nota como o vento empoeirado irrita e suja a pele.. ficando mais dificil ainda a luta pela água. O sol tostante também não ajuda em nada. Os gados sofrem, as plantas sofrem, as pessoas sofrem. São imagens que as melhores lentes das cameras não podem tirar; imagens que realmente tocam o sentimental da pessoa, que ficaram na memória e vão ficar pra sempre.
O pessoal nos recebeu com todo carinho e respeito que só Deus consegue dá. A coragem daquele povo de trazer isso, aquilo, e aquilo outro pra nós o tempo inteiro, ficando ali sempre que agente precisa é fantástico.

Sabe, é dificil mesmo a situação lá. São muitas velhinhas e velhinhos doentes, as vezesa até com doenças que não sabem nem o que é.. A seca põe muita gente pra sofrer. A falta de trabalho não é fácil pra quem tá terminando os estudos agora. A maioria (mesmo) viaja pra longe, e acaba deixando os pais. Alguns até descidem pelos filhos, mandam eles estudarem até a 4° série e parar... dói demais ver alguém amado ir embora. A politica é fraca, dizem que o prefeito vai na cidade só no periodo previsto, pra não perder o cargo, porque se não fosse isso, já tinha deixado de aparecer a muito tempo. Então, a vida lá não é fácil. Mas agente só foi lá pra levar alegria, e conseguimos! A celebração final foi linda, chorosa e nostálgica, mas fomos em paz e viemos em paz! Próximo ano tem mais e com certeza eles não vão 'arredar o pé' das coisas!

* em algum outro post eu comento sobre a harmonia da casa, a comida, o banheiro, as piadas, as pérolas, etc.

2 comentários:

abominnavel disse...

Euclides da Cunha já dizia que o povo do sertão é forte...

Luíza disse...

dois sutis palavriados