terça-feira, 29 de abril de 2008

Ensaio

Quem nunca ensaiou pra alguma coisa que atire a primeira pedra.
Pegando a âncora do post da Marina Melz, eu tiro essa frase. Quem nunca ensaiou?
Eu vivo ensaiando o tempo inteiro. Às vezes ao vivo, realmente, na frente do espelho. Mas a maioria das vezes é só na cabeça. E por que não ensaiar?
É essencial, de alguma forma, ensaiar pra alguma coisa que se deseja, seja esta um encontro romântico ou uma entrevista de trabalho. Mas, ensaiar pra quê se, afinal, não se sabe ao certo como vai ser lá na hora? É a grande dúvida.
Como sou criança e não tenho idade pra trabalhar (segundo a mamãe), logo eu nunca ensaiei pra uma tal entrevista de emprego. Porém, pra quase tudo eu vou com alguma coisa na cabeça. Uma frase, uma forma de agir, como andar, o que falar etc.

Na minha concepção, as pessoas vivem ensaiando. Até mesmo na vida real, sem perceberem que estão quase decorando um script, imitando um personagem. Como meu professor de teatro já me disse, ao andar na rua, percebe-se quem é personagem e quem não é. A vida inteira é um teatro, já dizia Charles Chaplin.
É claro, não se deve viver mirando muros e atirando pra tudo o que é lado sem estudar o terreno. Entretanto, também ficar preso em si mesmo de tanto ensaiar, querer algo perfeito demais chega a encher. E quando se estoura, aí já era...
Não tem como conseguir a perfeição (até porque ela não existe no nosso meio humanístico[?]), e tentar chegar à ela é impossível. Perfeição é como gosto, cada um escolhe algo pra ser perfeito, algo idealizado, mas fica só nisso. Como Platão disse, com os dois tipos de mentes: o racional e o imaginário. A perfeição enquadra-se no imaginário, não tem como...

Eu não quero casar. Não sei se quero acabar com minha vida logo cedo. Se for pra casar, prefiro que seja com um cara paciente, e que me aguente, ou morra de rir quando eu dou meus chiliques de raiva e começo a soltar palavrões à doidado pelo ar. Mas este não vai ser o cara perfeito pra mim. Não existe gente, coisa, objeto, mãe, família, isso e aquilo perfeito. Pode ser que tenha em nossas mentes, mas mesmo assim, Murphy ainda vai achar um jeito de acanalhar tudo.

Quem acredita em amor sempre tem essas coisas. Eu mesma sou assim. Vivo imaginando como seria se 'aquele cara do ônibus' viesse e puxasse um papo comigo, se 'o menino-lindo-"perfeito"' viesse me agarrar no meio do pátio da escola, fazer uma mega declaração de amor, ou que meu ex voltasse com um buquê de flores no dia do meu aniversário e me entregasse no meio da aula de Biologia.
Mas são só sonhos. Eu ensaio a vida inteira, e tenho certeza que vou ensaiá-la até eu morrer. Eu sou perceptível, analítica e não-calculista. Me vale mais emoção do que razão, mas às vezes eu só deixo a simetria do mundo me levar, e então dá tudo certo (ou não) no fim.

14 comentários:

Samuel Gois disse...

ainda bem que ser gordo e as veses desagradavel se enquatrou na perfeicao de minha namorada.... - se bemq ue eu pulei um muro, roubei flores e dei um bixo de pelucia com uma carta-texto pra ela ao me declarar. Acho que fiz bastante...

Ensaiar...Inconcientemente nos imaginamos em uma situação e pensamos a melhor maneira de argir nela. A verdade é que nunca vai sair do geito que imaginamos, as vezes pior -ou melhor. A esperiencia pratica é mae e pai de qualquer coisa na vida..Jah passei por trocentas entrevistas de emprego - e fui regeitado em todas elas até conseguir entrar em algum canto... Mas acho que a cada entrevista fui aprendendo que o importante é demonstrar segurança. Mesmo que vc nao tenha nehuma.kkkk. Amem ao ego..

Agora fiquei se entender pq aquele texto me definiu como um total libriano, me explica? ;~

foi uma otima cronica, tb gosto bastante daqui.

Solin disse...

Jéssica, gotsa de fotografia??
Pois haverá um festival de artes visuais (09 a 28/05/08) em vários pontos da cidade. Em um deles eu vou estar: no CENATED, ao lado do Pio X - perto da delegacia.
se der, passa lá um dia.

bye ;)

Cá disse...

é, acho que ensaiar é próprio do ser humano, acho que até como forma de esconder a ansiedade, seja no que for. tenta prever situações e comportamentos, tentando convercer-se que tudo será normal, nada morde e o scrit está garantido.
com a idade, a gente aprende a ensair menos e viver mais. (ok,não sou uma ançiã. falo isso pq aos 15 eu ensaiava beeeem mais que hoje, aos 24)

cabe a cada um encontrar sua medida certa de perfeição. e, provavelmente, não é ter o marido, família, filhos agindo de acordo com nossa vontade, isso é monotonia. perfeição deve ser encontrada na medida de paz e segurança que vc, com mta sorte, pode conseguir construir com sua família.

e, acredite, vc vai querer casar.

sim, sou aqui de JP, já te falei isso no 1º comentário que fiz aqui. ¬¬
pois é, nunca nos batemos. ou não. kkkkkk

beijos.

cá disse...

leia anciã. meu teclado está tendo vontade própria e não quer ser obediente.

Jéssica Feller disse...

meu deus eu AMEI esse post!
sim eu ensaio TUDO.
fico horas pensando no que dizer, como mexer o cabelo, o que vestir.. isso para situações que nem tem previsão para acontecer! ensaiar faz nossa vida mais colorida! a realidade nem sempre é assim.. cheia de aventuras, palavras bem colocadas.. e ali na minha cabeça tudo soa perfeito!
achei que era louca! graças a deus não! obrigada por me mostrar isso! hauihuai

beijos

.Intense. disse...

Me fala que esse post é pessoal, e não só um conto...adorei, e joguei no Reader, pra dividir com os outros leitores do Excesso Intenso...

Primeiro seu post me deu uma puta saudade da minha época de teatro...eu podia fazer meus papéis 'de mau' e não ser mau na vida real como eu acabo sendo de-vez-em-quando-ultimamente.rs Depois me ocorreu um conselho: nem ensaie pra primeira entrevista de emprego. Quando for a milésima, ainda vai estar acontecendo a mesma coisa: sempre vai ter algo que vc não estava esperando e depois vc vai achar que sua reação foi a pior possivel.rs Eu até já fiz um post sobre isso...

e por ultimo: eu te digo, se vc acha que depende disso pra casar, vc casa, amiga!rs Uma hora sempre aparece um serzinho maravilhoso (que a gente vai enxer de defeitos, só pra tentar acreditar que ele não existe e nem é tão perfeito) que tem toda a paciência do mundo com a gente...e os xiliques...e, a gente acaba ficando mais dócil tb...

Think about.
;*

O ANTAGONISTA disse...

Olá Jéssica, hoje é aniversário do blog e sua presença na "festinha" seria uma honra...

Te espero por lá, abraços!

mel disse...

Acho que nunca gostei muito de ensaiar para nada, prefiro deixar as coisas acontecerem.
Porque eu prefiro mesmo é sonhar, pensar no que pode ser no futuro e sonhar para que possa realmente virar realidade. Tudo bem, que alguns sonhos são impossíveis de serem realizados, mas, não há nada de mais em imaginar outra vida para mim.

Tudo bem que mudei totalmente o rumo do tópico, mas, quero dizer que acho que não precisamos ensaiar para viver. Acho que dá para viver muito bem só vivendo e sem se preocupar em ensaiar para quem quiser ver. É certo que há alguns que ensaiam para si mesmos, mas, no fundo, acho que não é necessário.
Porém, o que eu acho já não importa porque cada um faz o que deseja com sua vida :D

:*

O ANTAGONISTA disse...

Ensaiar é sempre bom; eu também vivo ensaiando coisas. Entretanto, quando algumas delas acontecem, são sempre diferentes do meu ensaio, aí eu vejo que o melhor ensaio é viver sempre o momento como se ele nunca voltasse... na verdade, ele nunca volta mesmo.

Beijão, obrigado pela visita.

Solin disse...

sendo assim, não me sinto anormal. Me identifiquei com muitas stituações q vc citou. ¬¬

Só completando, às vezes nós parecemos bobos por ensaiarmos tanto, inclusive nas coisas pequenas, que consideramos sem importância.
Mas sabe, deve ser porque queremos tanto determinadas coisas,
que chegamos a experimentá-las antes mesmo de ver, tocar, ouvir e de se tornar real, para sentir como é,
ou para encontrar a melhor forma da aproveitar quando tudo estiver em nossas mãos.

e assim, a gente constrói a nossa vida.´

;)

Segunda a Sexta disse...

Eu ensaio bastante, mas é inútil afinal minha atuação é de improviso total. Não dá branco, mas na hora prefiro as falas improvisadas.

Beijo!

Sw? disse...

poustzzzzz!! ensaiar eh a coisa mais piegas do ser humano...e todo mundo faz!! vivo fazendo...mentalmente tmb... q coisa cabulosa...

mas num resolve nada pq eu sempre perco o chao...


bjs ateh

Cá disse...

jessica, tem meme pra vc lá no blog

beijo

Tiago Ribeiro disse...

Jéssica, parabéns pelo blog!

Excelentemente bem escrito e suave.

Tiago.