segunda-feira, 7 de julho de 2008

Inspiração

Eu não sei porque, mas minha inspiração normal tem fugido de mim como gato foge de cachorro. Aliás, nem isso, acho que ela vem, depois vai embora, e quando eu quero trabalhar(?) com ela, infelizmente ela dá essas saidas repentinas. Então, eu entro aqui pra falar algo que essa doida vem me dizendo pra falar, mas não sei porquê não falo. Enfim...


"Entre por essa porta agora
E diga que me adora
Você tem meia hora
Prá mudar a minha vida
Vem, vambora
Que o que você demora
É o que o tempo leva...

Ainda tem o seu perfume
Pela casa
Ainda tem você na sala
Porque meu coração dispara?
Quando tem o seu cheiro
Dentro de um livro
Dentro da noite veloz...

Ainda tem o seu perfume
Pela casa
Ainda tem você na sala
Porque meu coração dispara?
Quando tem o seu cheiro
Dentro de um livro
Na cinza das horas..."

Adriana Calcanhoto - Vambora




Então, estou aqui pra falar como essa música me inspira. Como ela me faz pensar em tanta coisa boa que poderia tá acontecendo comigo. Me faz pensar em coisas que já aconteceram, me inspira pra falar do grande vilão e mocinho da novela das oito: o amor.

Na verdade eu não sei se é amor ou se é mais carinho. Mas acontece que, mesmo não estando com ninguém, nem afim de ninguém, ou seja, sozinha, eu ainda sinto carinho. Carinho por mim, carinho pelas pessoas ao meu redor, carinho pelas minhas grandes amigas e pelos que encontrei faz pouco tempo.

Na minha opinião, não é preciso estar apaixonado pra escutar uma música desse tipo. Não é preciso estar com raiva pra se ouvir um heavy metal, ou um Radiohead quando se está deprê. Não sei se sou só eu, mas eu consigo sentir carinho pela minha família, pelos meus amigos, e pensar em quais momentos bons eu poderia estar sentindo, em quem eu poderia estar pensando se estivesse - apaixonada - ouvindo essa musica...

Além de tudo, essa música fala de saudade. E saudade é uma coisinha que parece estar em mim constantemente - e eu pareço estar gostando de administrá-la bem. A saudade vem pelo nosso bem, serve pra ver que, de alguma forma, quem está do nosso lado faz alguma diferença. E não precisa ser um garoto, ou uma pessoa, ou um bixo. Apenas, pra fazer falta, precisa fazer a diferença. Precisa se estar do lado de alguém.

Eu sou a única que gosta de fazer suposições sobre o meu futuro? Sobre como eu poderia estar se alguém estivesse aqui do meu lado ouvindo essa música comigo? Isso é uma pergunta muito idiota de se fazer, afinal, ninguém nunca está sozinho nesse mundão cheio de tanta coisa igual. Eu sou romântica, e talvez esteja esteja aprendendo a ser romântica comigo mesma. Ficar sozinha faz muito bem. Recomendo à todos.


Tente você ser romântico com você mesmo. Tente se amar. Depois pense nos outros. Mas não esqueça que egoísmo é um dom muito ruim de ser utilizado.


É só.

21 comentários:

Camila disse...

verade, tem musicas q so pelo ritmo nos fazem querer amar alguem, mesmo q seja nosso cachorro ou a nos mesmos, eu tb sou assim, e posso ver q nao estou sozinha nesse mundão..

beijaoo

Daah Oliveira disse...

Nesses dias eu nem sei mais o que é inspiração.

Vanessa disse...

Relaxe,tem dias que a inspiração não vem. Mas logo,logo ela bate aí na sua porta.

Ahh...músicas e saudade.
Tudo isso me descreve hoje...

Anselmo disse...

A nostalgia é algo que faz parte de mim também, gosto demais de ficar lembrando de momentos bons com as pessoas que amo.

E a solidão, o ócio podem ser produtivos demais pra nossa mente quando entramos nela a fundo, se criticando, pensando nos seus motivos, seus gostos.

Isso é recomendado pra qualquer pessoa que existe: "Ser romântico com você mesmo"

Gostei bastante do texto!

beijão!

Patricia Daltro disse...

Inspiração é uma coisa! Quanto mais você quer que ela venha, mais ela se afasta de você! Quanto a música, também amo demais essa música, alias, todo esse CD da Adriana. Quanto estou meio nostálgica, gosto de colocá-lo e curtir, só. Falo que tem músicas que dão uma tristeza boa dentro da gente, essa é uma delas. Beijos e foi um prazer conhecer teu blog.

instantes e momentos disse...

menina, muito bom teu blog, teu modo de escrever.Parabens, gostei daqui.

Maria Fernanda disse...

Eu A-DO-REI o teu post. Sabe menina, você disse tudo! Não é preciso estar junto para estar "apaixonado". Há tantas coisas no mundo para se apaixonar e são raras as pessoas que merecem tal sentimento.

Mas recomendo um amor. Quando o achamos essas músicas passam a fazer mais sentido.

(acabei de baixá-la pra mim)

aurasacrafames disse...

Muitas vezes precisamos estar sós para que vejamos o quanto estamos sendo desleixados conosco mesmo, pois não podemos amar outrem se não nos amamos, é preciso ver o que é bom e o que não é para nos tornamos não diria um pessoa melhor, mas uma com a qual seja possível a convivência.

Abraços
aurasacrafames.blogspot.com

O Profeta disse...

Hoje o céu desceu em beijo à terra
Hoje acordei com os sinos a tanger
Um manto de cristal e fino orvalho
Ajudou mais uma flor a nascer

Cada gota prende um suspiro
Descem do celeste em doces canções
A terra prende-me o sonho
Em manto de contradições

Boa semana


Mágico beijo

Daah Oliveira disse...

ei frô, é só você selecionar a primeira letra, depois por em negrito e no tamanho maior que tem.

:)

Lilian Philippi disse...

não é preciso estar revoltada pra ouvri heavy metal, mas ouvir heavy metal dá uma revolta! É assim que as músicas surtem efeito em mim. As vezes nem to com vontade de dançar, mas se toca um forró arrasto alguém junto comigo pro meio do salão.
bjss

camila disse...

coments deslogada ok?=/
adoreei oq vc escreveeu \o

meu blog eh:
www.imensidadx3.blogspot.com


;*
ateeh

Paula disse...

Engraçado isso da inspiração mesmo. Ontem antes de dormir eu montei um texto inteiro dentro da minha cabeça. Pensei em anotar, mas parecia tão vivo dentro de mim que me permiti dormir achando que lembraria hoje. Hoje eu lembro, claro, mas não com a mesma intensidade, até parece outra coisa. Fugiu.

E, caramba!, eu escrevi um texto chamado "O amor me move: só por ele eu falo" lá no blog falando justamente sobre estar apaixonada (sem estar). Acho que você não é a única que visualiza um futuro com direito a cores, cheiros e alguém especial ao seu lado. Ficar sozinha é muito bom mesmo, a gente aprende amar de outras formas.

Um beijo!

Sergio disse...

Dimenózinha... Clap, clap, clap!

Jão disse...

Eu sou amigo dela, ta! Foi mal

Fee disse...

O mesmo problema.. as mesmas suposições.. a mesma saudade e lembrança da música...

Maldito disse...

Inspiração são como os amores,...vão e voltam,....relaxam,...

Pra mim o template tá excelente viu!
Inté!

Juliana Freitas disse...

Opa... quem disse que gato foge de cachorro??? Até hoje, em briga de cão em gato, só vi cachorro sa dando mal... hahahahah Por isso amo gatos, espertíssimos!! \o/

Onde eu tô indo hoje (colocando a leitura em dia, tô há uns meses atrasada), tô dando de cara com o assunto. Eu sempre gostei de estar sozinha. O que é muito diferente de ser solitária... acho que sempre me amei, de um jeito meio torto, mas sempre me amei mais que todas as coisas, eu sou a melhor companhia que eu posso ter, e isso sempre me fez não depender de outro pra ser feliz... Ninguém me completa, só soma. O que é bem diferente, e muito mais prazeroso!!!

.Ná. disse...

A vida é de se viver apaixonada, mesmo que algumas pessoas não mereçam, é bom pra gente ter os olhos brilhantes...
Eu amo essa música!
Bjos

Marina Melz disse...

Não falo nem de amor, mas falo de orgulho. Sentir amor é abandoná-lo completamente. Ser inteligente é guardar um pouco dele para momentos em que ele é indispensável.

O ANTAGONISTA disse...

É isso aí... o primeiro amor tem que ser o amor próprio. E existem inúmeras formas de amar... se você vive essas outras formas, um dia, vai acabar dando certo com alguém, é claro! Gente bacana não fica sozinha.

Beijão!
Valeu.