sábado, 1 de agosto de 2009

Selo: Que livro marcou sua vida?

Toda vez que me perguntam o que eu mais leio, eu nunca sei responder. Sempre li e leio de tudo, assim como música, contanto que seja boa, estou lendo/ouvindo. Mas alguns livros, é claro, assim como todo mundo, marcaram minha vida. Um deles foi O Mundo de Sofia, de Jostein Gaarder.
Li esse livro com doze anos, a idade exata que começam as perguntas sobre A vida, O universo e Tudo mais. De onde eu vim, pra onde eu vou, o que estou fazendo aqui, afinal, minha vida é mesmo regida por um ser maior que se eu fizer algo errado ele vai me mandar pro inferno? E como é o inferno? Bem, não vou estender muito, mas basicamente era o que eu sempre me perguntava. Então, eu não digo que esse é o livro da minha vida, com certeza ainda vou ler outros que serão muito melhores que esse, mas com certeza esse marcou alguma parte da minha vida e abriu meus olhos pra um bucado de coisas.

Bem, o selo foi mandado pelo meu querido amigo goiano "uai". Obrigada, você é demais e receber qualquer coisa sua é uma honra. Agora, repassando:

Bells,
Sauro,
Leon.

6 comentários:

Steferson disse...

Gaarder *-*
Com certeza, um ótimo autor, Jé.
(Embora eu tenha começado por "O Dia do Curinga", tenho "O Mundo de Sofia", "O Contador de Histórias" e "Através do Espelho", se não me engano).

Muito obrigado pelo selo, Jéssica. Hei de fazer minha atualização agora mesmo.

Leon K. Nunes disse...

Salve salve, Jéssica... valeu pelo selo, puts, é uma glória pro meu blog! Vindo de você, então, o valor dessa cortesia é potencializado! Brevemente escreverei um post a par dos contos e atualizo com o selo!

O Mundo de Sofia é bacana, eu o li há bastante tempo, foi interessante pra me despertar interesse em certos filósofos e em certas correntes, hoje termino achando introdutório e didático demais, mas tem mesmo muito valor... eu não tenho um livro preferido, mas há sim alguns que me marcaram, um dos quais até adianto aqui, já que você mesma acabou de mencionar no meu blog: Pergunte ao Pó, do Fante, livro incrível, depois que li fiquei maravilhado e me identifiquei de imediato... termino até hoje carregando essa síndrome de perdedor e sonhador de Arturo Bandini... mas nem acho mau. Qualquer semelhança do que eu viva ou escreva com o que Fante produziu - e ele tem outros belíssimos livros que talvez 'cê conheça, mas se não conhecer, providencie isso - é um sinal de que estou conseguindo fazer algo com acessos de qualidade...

Mais uma vez, brigadão... sem mais palavras... beijo, 'té mais.

Bianca disse...

Aain adoreei!

Steferson disse...

Jéééé! Preciso ler algo novo seu.
Precisa atualizar aqui, eu realmente quero ler um texto seu novo.
Ah sim, e... lembra de nosso primeiro texto juntos? "Um Café"?
Estive pensando em fazer uma continuação a ele (coisa que já foi cogitada, quando fizemos, em 2007, mas nunca saiu da cogitação), então: fazemos juntos ou não quer? E, se não quiser dar continuidade, posso dar minha continuação a ele?

;P
Bom dia, Jé.

Camila disse...

:) eu ia ler esse livro aí de Sofia mas perdi o animo qndo vi sua grossura HUAHUAUH :)

Lilian C. disse...

Fiquei curiosa para le-lo, amoo muito ler, e leio de tudo. Pela sua descrição o livro deve ser mto interessante. Irei providencia-lo para ler. Beeijos